Casa das Especiarias – Prazer e gratidão no fim da temporada

Nós da Cia. Terpsí Teatro de Dança só temos à agradecer. Nossa “Casa” esteve com lotação esgotada em todas as apresentações! Agradecemos não só a cada um dos envolvidos na realização desta temporada, como a cada pessoa que foi lá nos “visitar” e de forma muito carinhosa nos deixaram deliciosas mensagens em nossas redes sociais.

Abrimos as portas desta casa para recebermos o público, e na realidade nós é que fomos maravilhosamente bem recebidos, acolhidos, abraçados. Abraços perfumados, temperados, apertados. A sensação é que o espetáculo não acaba quando termina, pois as pessoas realmente se sentem em casa, entram no palco, nosso espaço sagrado, para sentir a textura das cortinas, para ver o que tanto ferve naquela chaleira, quais são os mistérios daquele balcão central… O público esteve ali, a um palmo de distância do palco, vivenciando cada cena junto com os bailarinos, mas é como se isso ainda assim não bastasse, antes de partir é preciso se aproximar ainda mais. É preciso tocar, olhar de pertinho.

A plateia riu e chorou conosco. Alguns beberam caipirinha, outros quiseram levar algumas ervas, chás e pimentas de recordação… Alguma coisa mágica acontece nessa Casa das Especiarias. Penso ser a potência da arte unida as banalidades da vida cotidiana. O prazer de cozinhar, de sovar a massa do pão, de temperar aquilo que vai comer. Prazer. Talvez seja essa a palavra que defina o espetáculo, que defina o que sentimos ao realizar esse trabalho.

 

Francine Pressi

Bailarina/ Intérprete da Cia Terpsí Teatro de Dança

 

Logo POA

APOIO

 

 

Agradecimentos: Eduardo Prates, EÁUDIO Produtora, Pátio Vazio, Dinorah Araújo, Rosane Furtado, Hugo Rodrigues, Casa de Teatro, Iuri Correa, Paulo Marra, Henrique Schuck, Márcia Pacheco, Natália Dametto e Bathista Freire.

               TVE-novo    ____Canal Voce - Logo Apoio Materiais Divulgacao (principal)   FMCULTURA2 (1)-marcaglobal

 

 

 

     

Vídeo – Casa das Especiarias

Acaba de sair do forno o vídeo de divulgação da obra “Casa das Especiarias” que estará em curta temporada na Sala Álvaro Moreyra em Porto Alegre, nos dias 02, 03 e 04 de maio (sex e sab às 20h e dom às 18h e 20h).

INGRESSOS ANTECIPADOS 50% de desconto

Casa de Teatro – Rua Garibaldi, 853 – Bom Fim

Vendas a partir do dia 16 de abril – Valor: R$ 15,00

INGRESSOS na bilheteria – vendas a partir de 1 hora antes da apresentação

Inteira: R$ 30,00

Meia:    R$ 15,00 (estudantes, idosos e classe artística)

 

https://www.youtube.com/watch?v=FZCWpUmzWXE

O vídeo foi produzido pelo Pátio Vazio.

 

 

Nova Temporada – “Casa das Especiarias”

Casa das Especiarias

Um convite ao prazer, num espaço repleto de cheiros, sabores, amores e dores

Foto: Claudio Etges

Foto: Claudio Etges 

Espetáculo da Cia. Terpsí Teatro de Dança, Casa das Especiarias que foi contemplado pelo Prêmio FUNARTE de Dança Klauss Vianna 2010 para a montagem inicial e estreou no Museu do Trabalho em 2011, reestreia na Sala Álvaro Moreyra, do Centro Municipal de Cultura, em Porto Alegre, dias 2, 3 e 4 de maio de 2014.

Prêmio ESPECIAL BRASKEM de melhor cenário, assinado pelo bailarino da Terpsí, Raul Voges, em 2013 Casa das Especiarias integrou a programação do 20º Porto Alegre em Cena, do Projeto Cultural Quartas no Lyceu, a convite do Módulo Artes Cênicas da Universidade Federal de Pelotas, e foi apresentada no Festival Internacional Dança Ponto Com, ocasião na qual a Cia. Terpsí Teatro de Dança foi homenageada pelos seus 26 anos de trajetória.

TER-338

Foto: Claudio Etges

Casa das Especiarias, a mais recente obra da Cia. Terpsí Teatro de Dança é um convite ao prazer, um lugar onde o público visitante é instigado a envolver-se em experimentações despertadas, inicialmente pelo olfato e paladar. Um espaço “casa” repleto de cheiros, sabores, amores e dores. Um lugar de visitas. Ao se apropriar do espaço, a obra traz, além do seu aspecto acolhedor e provocador de lembranças, uma mistura de linguagens, onde dança, música e imagens se unem. “A obra emerge justamente dessa interação simultânea entre o real e o virtual, provocadores de muitas imagens”, diz Carlota Albuquerque, que além de assinar a concepção e a direção do espetáculo é diretora da Cia. Terpsí Teatro de Dança desde a fundação, há 27 anos.

Ficha técnica

Direção e concepção: Carlota Albuquerque/ Assistente de direção: Angela Spiazzi/ Intérpretes co-criadores-elenco: Angela Spiazzi, Raul Voges, Francine Pressi, Gelson Farias, Edson Ferraz e Natália Karam/ Trilha sonora original: Vagner Cunha/ Trilha sonora pesquisada: Carlota Albuquerque/ Edição e mixagem trilha pesquisada: Murilo Assenato/ Iluminação: Guto Greca/ Cenário: Raul Voges e Terpsí Teatro de Dança/ Cenotécnico: Paulinho Pereira/ Figurino: Anderson de Souza/ Interferências visuais: Darjá Cardozo/ Equipe de Produção: Cia. Terpsí Teatro de Dança e S.O.S Daughters (Anita & Clara)/ Criação de Imagens e Fotos: Claudio Etges/ Organização de Projetos: Francine Pressi

TEMPORADA – Sala Álvaro Moreyra

Dias:  02, 03, e 04 de maio de 2014 (sex, sáb e dom – às 20 horas) SESSÃO EXTRA NO DOMINGO: 18h

Local: Sala Álvaro Moreyra – Centro Municipal de Cultura – Av. Erico Verissimo, 307 – Porto Alegre/ RS (ar condicionado e estacionamento no local)

 

INGRESSOS ANTECIPADOS 50% de desconto

Casa de Teatro – Rua Garibaldi, 853 – Bom Fim – Porto Alegre

Vendas a partir do dia 16 de abril – Valor: R$ 15,00

INGRESSOS na bilheteria – vendas a partir de 1 hora antes da apresentação

Inteira: R$ 30,00

Meia: R$ 15,00 (estudantes, idosos e classe artística)

 

Recomendação etária: 12 anos

Duração: 70minutos

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Assessoria de Imprensa

Dinorah Araújo

Jornalista – MTb 5704

Telefones: +55 (51) 3311.6677 e 9964.5492

Skype: mdatuar

E-mail: dinorah@cpovo.net

facebook.com/dinorah.araujo.7

Notas Poéticas de um Visitante II

Segue mais uma carta que recebemos carinhosamente escrita à mão, falando sobre a “Instalação coreográfica – Casa das Especiarias”…

 

“O prato que te alimenta é o mesmo que compõe a cena”

A cena totalmente diferente:

A comida excelente

Os cheiros

O gosto

A dança

Os balaios, as especiarias

Os personagens

Os artistas, os movimentos

Tudo junto e separado

Sabem o amor, a dor e a solidão!

Sabores, cheiros, movimentos

Fazem-nos viajar na escuridão

Fazem-nos sonhar na imensidão

Fazem-nos comer e agradecer.

A vocês todos o meu adeus.

 

Marta

“O prato que te alimenta é o mesmo que compõe a cena”

Apresenta

Instalação Coreográfica:

CASA DAS ESPECIARIAS

 

“O prato que te alimenta é o mesmo que compõe a cena”


 

Pré-estréia: 09 de outubro de 2011 às 21 horas. ENTRADA FRANCA

Reserve seu lugar pelo fone: (51) 3228-8774.

Demais datas

Dias: 10, 11 e 12 de outubro

Horário: Todos os dias às 20h, 21h e 22h

Ingressos no local: R$ 25,00

Para participar desta experiência você deverá trazer um prato vazio raso e doar para a instalação.

O ingresso dá direito: performance, degustação, taça de espumante e água.

Cada dia será um cardápio diferente:

 

– 10 de outubro – segunda-feira;

– 11 de outubro – terça-feira;

– 12 de outubro – quarta-feira.

Local: Teatro do Museu do Trabalho
Rua dos Andradas, 230, Centro – Porto Alegre/RS/Brasil

Fone: (51) 3228-8774.

 

SINOPSE:

“Casa das Especiarias: Instalação Coreográfica” é a nova proposta apresentada pela Terpsí Teatro de Dança que recebeu o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2010 para montagem através do Projeto “Das Obras nascem as Obras”. A Cia. motivada pelas sensações provocadas pelas especiarias faz da Instalação Coreográfica um convite a novas experimentações. O cenário e figurino contam com produtos reciclados e da biodiversidade, manejados tradicionalmente por artesãs agricultoras e pescadoras do Rio Grande do Sul. A instalação conta com a participação especial de dois profissionais da gastronomia da cidade de Porto Alegre e está limitada para apenas doze pessoas por sessão, reserve o seu lugar! Para participar desta experiência você deverá trazer um prato vazio raso e doar para a instalação. “O prato que te alimenta é o mesmo que compõe a cena!”. O ingresso dá direito: performance, degustação, taça de espumante e água, sendo a cada dia um cardápio diferente.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Claudio Etges

FICHA TÉCNICA: 

– Intérpretes Colaboradores: Angela Spiazzi, Gabriela Peixoto, Raul Voges, Francine Pressi, Gelson Farias e Edson Ferraz.

– Direção e Concepção: Carlota Albuquerque

– “Gourmets” Convidados:  Marcus Vinícius Mouzer e Denise Fontoura.

– Participação Especial: Darjá Cardozo – Elektrola Visual

 Trilha musical original: Vagner Cunha

– Trilha pesquisada: Carlota Albuquerque

– Cenário: Raul Voges e Terpsí Teatro de Dança

– Figurinos: Anderson de Souza e alunos do Curso Tecnólogo em Design de Moda da Faculdade de Tecnologia – Senac / Porto Alegre

– Criação de Luz: Guto Greca

– Interferências visuais : Elektrola Visual

– Gravação e mixagem de trilha sonora original:  Léo Bracht

– Edição e mixagem trilha pesquisada: Murilo Assenato

– Interferências sonoras: Terpsí Teatro de Dança, Elektrola AudioVisual  e Público

– Cenotécnico: Paulinho Pereira e Luiz Paulo Cardoso

– Criação de fotos: Cláudio Etges

– Professora Convidada: Simonne Rorato

– Preparação Física: Anjos do Corpo

– Equipe de Produção: Cia. Terpsí Teatro de Dança e S.O.S Daughters (Anita, Clara e Joana)

– Direção Administrativa: Angela Spiazzi

– Elaboração de Projetos Culturais: Azzis, projetos, consultores e produtores associados Ltda e Wagner Ferraz – Processo C3

– Colaboração/Divulgação: Sandra Alencar

– Duração do espetáculo: aproximadamente 30 min.

– Agradecimentos: Léo Bracht, Artesã Regina Reck do Espraiado/Maquiné e Marcelo Bulgarelli.

– Agradecimento Especial: Vagner Cunha

 

APOIO: Museu do Trabalho, Processo C3 e Faculdade de Tecnologia – Senac / Porto Alegre.


Informações:

51-3228.8774

terpsi@via-rs.net

www.terpsiteatrodedanca.wordpress.com

 

 

 

Instalação Coreográfica – Casa das Especiarias

“O prato de te alimenta é o mesmo que compõe a cena”

Instalação Coreográfica: Casa das Especiarias

           A instalação, com seu princípio experimental sendo um trabalho em processo, nos traz como possibilidade criar uma relação com o espectador, instigá-lo através dos elementos dispostos em cena e provocar sensações, sejam elas agradáveis ou incômodas. Particularmente, nesse novo processo de criação, é possível nos apropriarmos do espaço que dispomos e misturar linguagens como dança, música, projeções e inclusive o universo virtual, através de redes sociais como o twitter, por exemplo.  A obra emerge justamente dessa interação simultânea entre o real e o virtual, das provocações sensoriais e da relação com o espaço-tempo. Como costuma dizer Carlota Albuquerque, a obra só é transformadora no fazer… E nesse “fazer”, permanecemos em um eterno e produtivo processo de criação, que nunca cessa de possibilidades e que se transforma a cada instante em que os bailarinos/intérpretes se apropriam da obra, onde deixam um pouco de si e absorvem outro tanto do todo e dos outros. A obra se modifica a partir de uma transformação que é dos bailarinos/ intérpretes, pois para a Terpsí Teatro de Dança, eles são a própria obra.

Casa das Especiarias

Fotos: Claudio Etges

      A frase “O prato que te alimenta é o mesmo que compõe a cena”, depois utilizada como nome para essa instalação, surge a partir da ideia de um cenário composto por diversos pratos, onde alguns desses poderiam ser trazidos e utilizados pelo próprio público, no momento de apreciar as receitas preparadas pelos especialistas em gastronomia, e logo após, doados à companhia, contribuindo assim para a constante ampliação e modificação gradativa do cenário. É o público interagindo e interferindo na instalação.

        O espectador assiste a performance, ouve a trilha sonora, sente diferentes aromas, ingere refeições especialmente preparadas no decorrer da instalação, que trazem como base diferentes especiarias e além do mais, precisa “digerir” tudo isso ao mesmo tempo.  São memórias, sensações, sentimentos e reações que surgem e se misturam, fazendo de cada nova sessão apresentada uma grande surpresa para todos.

            O especialista em gastronomia surge em cena como um instrumento provocador, tanto para o público quanto para os bailarinos. É aquele vulto lá atrás que desperta curiosidade e faz com que todos sejam pegos de surpresa com os cheiros que se exalam e se esvaem no ar. A cada dia um especialista diferente, e com eles, novas maneiras de se relacionar e provocar o público e os bailarinos em cena.

            Quais são os desejos, esperanças, medos, paixões e memórias de cada espectador que entra para se deliciar com a perplexidade dessa casa cheia de cores, cheiros e sabores? O que há no coração de cada um de nós que será despertado pelas ervas, chás e temperos? O que cura a dor de amor? Alguém aí tem uma receita para trazer de volta a pessoa amada? Que ervas afastam o mal-olhado? Hoje o alho faz bem ou mal para saúde?

Francine Pressi

Bailarina/Intérprete da Terpsí Teatro de Dança

Temporada – “Ditos e Malditos: Desejos da Clausura”

 

Ditos e Malditos:

DESEJOS DA CLAUSURA

 

A Terpsí Teatro de Dança através do projeto “Terpsí em Obra(s)” apresenta o espetáculo “Ditos e Malditos: Desejos da Clausura”. Entre os dias 18 de junho e 09 de julho – quartas-feiras, sábados e domingos sempre às 19:30 horas no Teatro do Museu do Trabalho. Duração do espetáculo: 50’. O Projeto Terpsí em Obra(s) foi contemplado com o Programa Municipal de Fomento ao Trabalho continuado em Artes Cênicas para a cidade de Porto Alegre 2010. Estréia com entrada franca e demais dias R$ 20,00 com desconto para estudantes e idosos.


Estréia do espetáculo: 18 de junho de 2011 (sábado) – entrada franca
Horário: 19:30 horas
Local: Teatro do Museu do Trabalho

Demais Datas:
– 19 de junho – domingo
– 22 de junho – quarta-feira
– 25 de junho – sábado
– 26 de junho – domingo
– 29 de junho – quarta-feira
– 02 de julho – sábado
– 03 de julho – domingo
– 06 de julho – quarta-feira
– 09 de julho – sábado

Sempre às 19:30 horas

Ingressos no local: R$ 20,00 inteira ou desconto para estudantes e idosos.

Local: Teatro do Museu do Trabalho
Rua dos Andradas, 230, Centro – Porto Alegre/RS/Brasil


Sinopse do espetáculo: “DITOS MALDITOS: Desejos da Clausura” é o novo processo de pesquisa e criação da Terpsí Teatro de Dança que recebeu o Prêmio FUNARTE de Dança Klauss Vianna 2008. Refere-se às inquietudes sobre o amor, solidão, poder e morte que perpassam as obras de escritores e artistas considerados malditos como: Jarry (Ubu Rei), Beckett (A Cadeira de Balanço), Alan Poe (O Corvo), Caio Fernando Abreu, Augusto dos Anjos, e interferência de Sartre, Duchamp e Van Gogh. A proposta busca enfocar a ambigüidade dos personagens que é desvendada a partir do olhar do observador. “Desejos da Clausura” surgiu dos desejos da própria Terpsí Teatro de Dança e dos espectadores que colaboraram durante a Instalação Coreográfica em 2008/2009. Dessa forma foi surgindo a imagem de desejos congelados em um frigorífico que evidenciam o paradoxo entre, o congelar para preservar e o congelar para destruir salvaguardando a morte que serve de alimento para a vida. Através de alguns “ditos populares” busca-se o alívio para justificar o maldito e o não dito que se apresenta por meio de metáforas. Assim como BECKETT diz: “Mais uma vez…”. POE diz: “Nunca mais!”. Quando nos percebem ou nos percebemos malditos? Existe um maldito limite que nos enclausura em um não dito? Qual o seu desejo?


FICHA TÉCNICA:
– Intérpretes Colaboradores: Angela Spiazzi, Gabriela Peixoto, Raul Voges, Edson Ferraz, Gelson Farias, Francine Pressi.
– Participação Especial: Suzana Schoellkopf
– Direção e Concepção: Carlota Albuquerque
– Orientação de Ensaios e professora Convidada: Simonne Rorato
– Preparação Física: Anjos do Corpo
– Criação de Luz: Guto Greca
– Trilha incidental: Alvaro Rosacosta
– Trilha pesquisada: Terpsí Teatro de Dança
– Figurinos: Anderson de Souza
– Cenário: Terpsí Teatro de Dança. Coordenação do cenário e criação da escada: Raul Voges
– Cenotécnico: Paulinho Pereira e Luiz Paulo Cardoso
– Assistentes de Montagem e Palco: S.O.S Daughters (Anita, Clara e Joana)
– Montagem e Edição de Áudio: Murilo Assenato
– Operação de Luz: Bathista Freire
– Descrição do Processo de Criação (Caderno Registro): Wagner Ferraz
– Fotógrafo: Cláudio Etges;
– Assessoria de Pesquisa: Processo C3;
– Direção Administrativa: Angela Spiazzi;
– Elaboração de Projetos Culturais: Azzis, projetos, consultores e produtores associados Ltda e Wagner Ferraz – Processo C3;
– Colaboração audiovisual: Elektrola Visual;
– Instalação de arte “Fitos dos Desejos”: Coletivo Arquivo Temporário
– Assessoria de Imprensa: Sandra Alencar;
– Duração do espetáculo: 50’.


Informações: 51- 3228.8774 / terpsi@via-rs.net
www.terpsiteatrodedanca.blogspot.com
Teatro de Museu do Trabalho
Rua dos Andradas, 230, Centro – Porto Alegre/RS/Brasil